Vereadora Carol Dartora (PT)  |  1º mandato

Perfil, contato, comissões que participa, projetos e notícias

Vereadora Carol Dartora
Vereadora Carol Dartora assina o termo de posse da 18ª legislatura. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Outras informações sobre Carol Dartora

PartidoPartido dos Trabalhadores (PT)
Legislaturas
  • 18ª (2021-2024)
Comissões que participa
Frentes parlamentares que participa
GabineteAnexo 2, Térreo, sala 5, com acesso pela rua Visconde de Guarapuava.
Telefones3350-4648 (Ramais 4645 a 4650)
Redes sociaisInsta.pngTwitter.png
Site/e-mail
Liderança ou função específica
  • Procuradora-adjunta da Mulher (Biênio 2021/2022)
  • Líder do Bloco Parlamentar PT/PV
  • 1ª vice-líder da Oposição
  • Vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública
Nome civil/nascimentoAna Carolina Moura Melo Dartora;
Curitiba (PR), 01/05/1983
Resultados eleitorais
  • 2020 (8.874 votos - PT)


PERFIL DA VEREADORA

Carol Dartora é a primeira mulher negra eleita vereadora na capital do Paraná e foi a terceira candidata mais votada em 2020, com 8.874 votos. É professora de História e dirigente sindical.

Ana Carolina Moura Melo Dartora nasceu em Curitiba e tem 37 anos. Graduada em História pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), é especialista em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e doutoranda em Educação pela mesma instituição. 

Autodeclarada de esquerda, Carol Dartora é feminista e atua como secretária da Mulher Trabalhadora e Direitos LGBTI da APP Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná). Também é militante da Marcha Mundial das Mulheres e do Movimento Negro. 

Primeira mulher negra eleita vereadora na capital do Paraná, ela recebeu 8.874 votos pelo PT - Partido dos Trabalhadores. Foi a terceira candidata mais votada no pleito de 2020, resultado que atribui ao crescimento do debate antirracista no país. “Curitiba é uma das cidades mais desiguais do Brasil e não dá para falar de democracia desse jeito”, afirmou. 

“Quero trazer [para a CMC] aqueles debates que não têm a amplitude necessária, que são o transporte público e o acesso das pessoas à cidade”, adianta a vereadora. Dartora ainda comprometeu-se a desempenhar “um mandato popular e coletivo”.


» Com informações cedidas pelo mandato parlamentar.